COMO ERA SER CRIANÇA NA MINHA INFÂNÇIA??




Ser criança na minha infância era tão bom...
A gente brincava na rua de pés descalços, de pique esconde,de bate lata, pega pega, íamos uma para casa da outra levando as nossas bonecas que eram nossas “filhas”, fazíamos roupinhas pra elas e passávamos horas brincando de ser “gente grande”.
Não éramos viciados em jogos de computador, não tinha celular, Orkut nem Facebook.
Obedecia a minha mãe e levava uma surra básica quando isso não acontecia e o mais importante é que isso não era crime e sim uma forma de ser educada, e posso garantir que essas palmadas valeram muito.
Minha mãe saia pra trabalhar e eu ficava com minha irmã mais velha e isso não era considerado abandono de incapaz.
O que sei é que tive infância de verdade, que não fazia milhares de cursos e me ocupava em ser criança e nada mais.

Este post foi em participação da blogagem coletiva do  blog  Desconstruindo a Mãe.

Ótimo dia pra vocês!!!
Bjinhuxx carinhosos.
♥ TAMI ♥

6 comentários:

Sra. Cilla postou o comentário número:

Tempo bom que não volta mais... rs!
Obrigada pela visitinha lá no blog!
Tô te seguindo tb ;)
Bjinhus!

Chris Ferreira postou o comentário número:

Oi Tami,
muito bom recordar a infância né? Eu também me ocupava em ser criança e brincar. Brincar muito com o que tivesse disponível. Lembrei que a mãe de uma amiga era costureira então fazíamos muitas roupinhas co os retalhos que ela nos dava.
Estou amando essa blogagem coletiva. A minha participação só vais ser postada amanhã apesar de já estar prontinho. É que hoje estou no blog da Nestlé e ái tenho que esperar.
Enquanto isso estou relembrando a minha infância com a memória das participantes.

beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Gabi postou o comentário número:

É, hj não pode bater, não pode deixar as crianças sozinhas... milhões de não pode, mas é isso aí, é a evolução! Ehehhehe...
Beijos
Gabi
www.minhas3meninas.com.br

Desconstruindo a Mãe postou o comentário número:

Oi, vejo que nós temos muita coisa em comum... fomos criadas numa época em que não se falava em trauma quando os pais exerciam a autoridade. E nem sempre isso era feito na base da palmada. Um olhar bastava pra entendermos que estávamos ultrapassando os limites.

Nós brincávamos de roda, inventávamos roupas pras bonecas, herdávamos roupas, calçados e brinquedos e isso não era desonra. As coisas não eram tratadas como descartáveis, menos ainda as pessoas!

A idéia da blogagem coletiva foi justamente essa: de pensarmos um pouco sobre como nos tornamos quem somos. Acho que falaste tudo, em breves palavras.

Beijo!
Ingrid

Tuka Siqueira postou o comentário número:

Lembranças simples, mas belas, como deve mesmo ser a infância.

Beijos

Paulo Lima postou o comentário número:

Quem não levou uma surrinha básica?? E quem é pior hoje por causa disso?
Pelo contrário, penso que hoje não queremos sofrimento NENHUM pros nossos pequenos, e aí cometemos alguns erros. Tem coisas que não são sofrimento, e sim obstáculos necessários para que eles cresçam com discernimento. O pior é colocá-los numa redoma protetora. Não estaremos pra sempre aqui...
Parabéns pelo post!
Paulo
incubandoideias.blogspot.com

Postar um comentário

Obrigada por comentar,fico muito feliz,volte sempre.A casinha está sempre de portas abertas.
Bjinhuxx super carinhosos.
♥ TAMI ♥

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Template personalizado por Elaine Gaspareto

TOPO ▲